To Live Again

Never Too Late - A Estréia do Unisonic

A notícia pode ser irrelevante para a imprensa musical, para os novos fãs de metal ou para aqueles que começaram a gostar de rock com coisas horrendas como Limp Biskit. Mas é inegável o apelo que uma parceria reunindo uma das mais belas vozes do rock com certo guitarrista alemão exerce, principalmente naqueles que se intessaram por música ouvindo os clássicos albuns do Power Metal.

E esse apelo é totalmente justificável. Neste primeiro trabalho, Michael Kiske e Kai Hansen retomam a profílica parceria da década de 80, exatamente do ponto onde pararam. Junto aos integrantes do Place Vendome, a dupla explora e brinca com os elementos e clichês do rock´n´roll. Tem heavy, hard, AOR, progressivo, numa receita que, caso fosse tentada por outros chefs, soaria pouco saudável; aqui, é simplesmente deliciosa, como fast food de saída de show.

Existem momentos que já nasceram clássicos como Unisonic, Never Too Late, We Rise, entre outros. Energético, bem tocado, alto astral, debut honesto e despretencioso. E Michael Kiske cantando como nunca. Dio pode ter partido, mas ainda temos Michael Kiske, Halford e Bruce Dickison entre nós.

Recomendado a todo mundo que curte música de qualidade e não liga para rótulos ou paradigmas.

Vida Longa Unisonic.  

 

Não foi...

... ainda não...

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, MIRASSOL, Homem, de 26 a 35 anos, English, Portuguese, Música, Cinema e vídeo

 
Visitante número: